MEIO NUA A MEIA NOITE

Meio nua à meia noite
saio à rua
encontro aberta uma porta
sempre antes tão fechada
fico ali parada
presa atada

Minha vida resumida
em lembranças
tua sombra vaga
a passear pela calçada
meio nua à meia noite
inda sou tua

Tarda tanto em chegar
esta manhã
faça dia vem cessar
este afã
meio nua à meia noite
inda sou tua

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

condenado

sobre Bateias